Aplicativos aproximam população dos serviços públicos; Clicabus já ultrapassou a marca de 21 mil downloads

É fato que os smartphones e outros dispositivos móveis estão presentes em nosso dia a dia. Só no Brasil, de acordo com a Fundação Getúlio Vargas, em 2020, eram 234 milhões de celulares para 211 milhões de pessoas. Com as novas tecnologias, surgem também novos produtos e, no caso dos celulares, diversos aplicativos estão à disposição das pessoas.

Em Betim, a Prefeitura colocou à serviço da população duas soluções que estão contribuindo em áreas importantes da gestão pública: o aplicativo Clicabus, que oferece informações precisas sobre o transporte público municipal (mobilidade urbana) e o Betim Sem Dengue, que permite aos cidadãos o envio de locais com focos do mosquito Aedes aegypti (Saúde).

O uso de aplicativos por prefeituras traz diversos benefícios, tais como a desburocratização de processos, redução de custos com insumos (papel) e o incentivo à participação ativa das pessoas. Isso contribui para a adesão das pessoas. O Clicabus, por exemplo, está chegando à marca de 22 mil downloads.

Disponível gratuitamente nas plataformas Android e iOS, o Clicabus permite consultar horários de todas as linhas do sistema de transporte público municipal, acompanhar em tempo real o prazo de chegada do veículo a determinada parada, saber a localização do ponto mais próximo e quais linhas podem te levar a um determinado endereço. É possível também ler notícias, receber alertas e enviar alguma sugestão e/ou reclamação com foto anexada.

A gerente de Capacitação e Educação para o Trânsito da Transbetim, Patrícia Ramalho, destaca que essa iniciativa partiu do anseio da população. “A criação do aplicativo surgiu da necessidade de melhorar a experiência do usuário. Várias cidades do país já contam com essa tecnologia e Betim não ficou para trás”.

Para a presidente da ECOS, Marinésia Makatsuru, proporcionar qualidade de vida aos cidadãos é um dos pilares da autarquia. “Nós trabalhamos dia e noite, em diversas frentes, para que os moradores de Betim tenham acesso a serviços de qualidade. Sob a responsabilidade da ECOS estão várias atribuições e a gerência do trânsito é uma delas. Possibilitar esse recurso às pessoas fortalece o nosso desejo de fazer o melhor em prol do povo da nossa cidade”, ressalta.

Betim Sem Dengue

O caso do aplicativo Betim Sem Dengue é outro que reforçou o time de soluções tecnológicas e sua utilização é bem simples. Após download em uma das plataformas disponíveis (Android ou iOS), o usuário pode enviar registro de um foco de dengue.

Com o “Betim Sem Dengue”, a prefeitura terá a ajuda da população para identificar os locais com maior incidência do Aedes aegypti. Ao ver um lugar que possa ser criadouro do mosquito, o cidadão poderá fazer o registro fotográfico pelo aplicativo, indicando o tipo do criadouro encontrado. Em tempo real, esta informação, juntamente com a localização de onde a foto foi tirada, será enviada para o setor de geoprocessamento da prefeitura.

Para facilitar o trabalho das equipes técnicas, nesse app o cidadão tem algumas opções para indicar o contexto em que se encontra o problema, a citar:

  • Caixas d´água, tambores, barris ou cisternas;
  • Lotes ou terrenos baldios;
  • Lixos, entulhos, sucatas de construção;
  • Pneus, calhas, piscinas, lajes ou toldos;
  • Vasos de plantas ou garrafas;
  • Outra situação

Sigilo

Vale ressaltar que nenhum dos dois aplicativos solicita ao usuário cadastro com dados pessoais. Isso facilita a aceitação, uma vez que a confidencialidade estará garantida.

Comente

%d blogueiros gostam disto: